auditorias internas

Uma auditoria é um processo sistemático, independente e documentado para obter evidência objectiva e respectiva avaliação objectiva, com vista a determinar em que medida os critérios da auditoria são cumpridos

.

Podem ser critérios de auditoria: normas, legislação, contractos, objectivos/metas ou outras quaisquer especificações. Auditorias mais comuns são as realizadas aos sistemas de gestão ISO 9001, ISO 14001, ISO 45001, ISO 27001, ISO 13485, ISO 50001, BRC, IFS, FSSC 22000.
Considerando que a auditoria é conduzida com tempo e recursos limitados, as evidências de auditoria deverão, em geral, basear-se em amostras da informação disponível. Por este motivo o seu planeamento assume particular importância.
A equipa auditoria seleccionada deve possuir competências apropriadas nas quais se inclui o conhecimento dos critérios de auditoria, experiência em auditorias e do sector de actividade. A auditoria é materializada num relatório onde consta, entre outra informação, as conclusões da mesma.
Princípios das auditorias:
  • Integridade : o pilar do profissionalismo.
  • Imparcialidade : obrigação de relatar com verdade e rigor.
  • Diligência : aplicação de diligência e de discernimento na auditoria.
  • Confidencialidade : segurança da informação.
  • Independência: base para a imparcialidade da auditoria e para a objectividade das conclusões da auditoria.
  • Abordagem baseada em evidências: método racional para chegar a conclusões de auditoria fiáveis e reprodutíveis num processo de auditoria sistemático.
  • Abordagem baseada no risco: abordagem que considera os riscos e oportunidades.
A programação de uma auditoria resulta da necessidade do gestor em monitorizar e avaliar a conformidade com os critérios de auditoria. Nesta etapa o gestor determina, entre outros, o objectivo da auditoria, âmbito da Auditoria, critérios de auditoria a avaliar, duração e selecção da equipa auditora.
A preparação da auditoria envolve a equipa auditora e inclui a análise da documentação e identificação de riscos que possam prejudicar a satisfação dos objectivos da auditoria. Esta etapa culmina com a aprovação do Plano de Auditoria.
A auditoria de campo inicia-se com uma reunião com o auditado e confirmação do Plano de Auditoria. A equipa auditora (EA) vai entrevistar, observar e analisar documentos com vista a concluir pela conformidade ou não dos critérios de auditoria. A boa comunicação com o auditado assume particular importância devendo a EA informar prontamente o auditado das situações em que a não conformidade foi detectada.
O relatório de auditoria é elaborado pela EA e inclui informação relevante da auditoria como as constatações de não conformidade, oportunidades de melhoria e outras conclusões. Este relatório é entregue ao auditado.
Por fim o auditado deve dar seguimento à informação do relatório de auditoria, promovendo assim a melhoria contínua.


 




 

SG-Lex
______________

Plataforma Web

para controlo da legislação 

 

 

 

 

 

 

CONSULTORIA
______________

Serviço de consultoria 

Legal e Normativa

 

 

 

 

 

 

AUDITORIA
______________

Auditoria 

Legal e Normativa